Receba conteúdos EXCLUSIVOS sobre Marketing Digital (é grátis!)

Loja Virtual

Como funciona o call-to-action: as 7 dicas supremas para saltar nas vendas on-line

ideia-cta

O teste A/B como aliado para otimizar o CTA e a taxa de conversão na web

Laranja ou azul? Ao lado ou embaixo do produto? Em um tamanho maior ou menor? Enfim, o formato escolhido para o botão “comprar” do seu e-commerce, por exemplo, é realmente o mais adequado? Ou uma mudança específica – e até bastante simples, em muitos casos – poderia fazer com que a sua loja virtual desse um verdadeiro salto nas vendas?

De fato, essas e tantas outras perguntas do gênero têm total procedência. Afinal, quando o assunto é conversão na web, mesmo uma mínima alteração no conteúdo – seja um elemento gráfico, uma palavra, ou qualquer outro item – pode ter um impacto considerável nos resultados.

Para auxiliar os estrategistas e gestores de Marketing Digital a embasarem suas decisões neste aspecto, o teste A/B é uma excelente alternativa. Explicando de maneira simplificada, ele consiste em pegar duas versões distintas de um mesmo conteúdo (Ex.: um botão em duas cores diferentes) e publicá-las de forma simultânea na web, para que parte dos internautas tenha acesso a uma delas e outro grupo à outra. No fim das contas, o resultado são respostas objetivas e respaldadas por números, indicando a alternativa com maior índice de adesão – e que, consequentemente, despertou maior interesse.

Aliado a este ‘experimento controlado’, o call-to-action (CTA) dá o incentivo necessário para otimizar as suas taxas de cliques e conversão de vendas. Como o próprio nome sugere (no português, a tradução pode ser feita para “chamado para uma ação”), tratam-se de conteúdos criados especificamente para atrair a atenção do internauta e levá-lo a desempenhar uma ação esperada – como comprar um produto, preencher um formulário ou mesmo ler um aviso importante.

Para ajudar você a aproveitar ao máximo a união entre o teste A/B e o CTA, nosso blog separou sete dicas práticas e certeiras para potencializar os seus resultados na internet. Aproveite para colocá-las em prática e bons negócios!

1) Teste a cor dos seus botões CTA
Se os botões do seu site ficarem numa paleta de cor muito próxima à do restante do site, eles correm o sério risco de passarem desapercebidos. O ideal, neste caso, é utilizar cores mais fortes e que proporcionem destaque. Mais que ser esteticamente agradável, a missão do botão é angariar cliques. Esta é, literalmente, sua única razão de existir! Por isso, ao designer, cabe o desafio de acertar tanto visualmente, quanto em termos de incentivo à conversão. O seu site é predominantemente azul? Utilize um botão amarelo! A cor é complementar (atendendo à harmonia visual) e, de quebra, saltará às vistas de qualquer um.

call-to-action01

2) Textos diferentes, resultados também
Em um dos e-commerces que desenvolvemos na CreativeBizz, com roupas e acessórios voltados exclusivamente para o público feminino, fizemos uma adequação simples: substituímos o texto do botão “comprar” por “eu quero”. O resultado deste ‘pequeno’ ajuste foi um aumento significativo nas vendas, justamente pelo maior apelo criado junto ao público-alvo (deste projeto específico). E no seu site? As chamadas dos CTAs também estão no formato mais vendável?

call-to-action2

3) O local faz toda a diferença
Aqui, a grande dica é: sempre deixe o seu CTA acima da ‘dobra’ da página. Ou seja: assegure-se de que ele fique visível sem a necessidade de utilizar a barra de rolagem. As áreas superiores da página são um ponto interessante. Muitos autores de blogs também se valem de CTAs no meio e ao final de seus textos (sem esquecer de inserir um igualmente no início dos mesmos, claro), o que pode ser uma estratégia válida. Assim, em ‘alturas’ diversas do post, o internauta será constantemente “chamado para uma ação”.

Marketing com foco em resultado

4) Tamanho também é documento
Cada botão tem uma proporção que convém melhor tanto a si, quanto à maximização dos resultados. Isto de acordo com o local do site em que ele será exibido, perfil do internauta, texto disposto sobre ele e alguns outros fatores. A definição padrão, entretanto, é que botões pequenos demais podem não ser tão notados quanto deveriam (e gostaríamos). Para assegurar o tamanho que funciona melhor para o seu projeto web, então, coloque em prática os seus próprios testes A/B (eles são realizados através de scripts inseridos no site, através de programação, sendo necessário contar com o auxílio de especialistas para isso).

call-to-action03

5) Mais ou menos elementos gráficos?
Descubra se o público-alvo do seu projeto web responde melhor a CTAs com mais ou menos elementos visuais. Muitas vezes, textos puros publicados sobre fundo branco e acompanhados apenas por um botão simples são suficientes para assegurar o clique. Já certos grupos podem achar mais convidativa uma chamada disposta sobre um fundo colorido. E só há um jeito de saber qual, exatamente, é o perfil do internauta que acessa o seu site: testando!

6) Estático versus em movimento
Logicamente, não estamos sugerindo que você transforme o seu site em uma árvore de Natal, com elementos piscando em todo canto. Porém, movimentos sutis (como um leve deslizar para o lado) podem ser mais eficientes para atrair a atenção do internauta. Entretanto, como isto não é uma regra – tampouco uma exceção –, o único jeito de descobrir a fórmula que funciona melhor para você é, mais uma vez, aplicando testes práticos.

7) Adicione senso de urgência
“Agora”, “já”, “hoje”. Pesquisas mostram que utilizar palavras como estas no seu CTA pode aumentar a taxa de conversão, por elas darem às pessoas maior senso de urgência em realizar a ação. Nossa sugestão? Que você coloque estas dicas em prática “já”, “agorinha mesmo”, “ainda hoje”, para começar a usufruir, “imediatamente”, as diversas vantagens que ações bem conduzidas de call-to-action podem fazer pela sua empresa.

call-to-action4

E lembre-se: se precisar de uma ajuda para otimizar os seus resultados na web, também pode sempre contar com os nossos serviços especializados. Um abraço e até o próximo post!

Mais populares