Receba conteúdos EXCLUSIVOS sobre Marketing Digital (é grátis!)

Métricas

Métricas: um tesouro que sua empresa tem nas mãos

metricas-marketing-digital

“Métricas são importantes”, é uma frase que se tornou praticamente um mandamento do marketing digital. Apesar de você já ter ouvido isso algumas muitas vezes, provavelmente ninguém te contou o porquê desses números serem tão importantes. Se essa dúvida ainda persiste, chegou o momento de fazê-la desaparecer!

Primeiro de tudo, precisamos entender o que são métricas. Enquanto conceito e definição, são alguns parâmetros e estatísticas que nos mostram o desempenho de uma campanha no meio digital. Pode ser QUALQUER tipo de ação.

Eis um grande “mito” que existe quando falamos de métricas e mensuração de resultados: elas não estão presentes apenas no seu site – e vão muito além do número de acessos ou da taxa de rejeição da página.

Você trabalha com campanhas de mídias sociais? Deve acompanhar inúmeras métricas. Tem banner ou faz anúncios em outros sites? Métricas. Aposta nos links patrocinados para melhorar suas vendas? Olha só, encontramos métricas mais uma vez!

E esse processo vai além de saber quais as funcionalidades de todas as 2.359 abas do Google Analytics (se errei na conta, me perdoem). Olha aí outro mito!

Claro que saber lidar com a ferramenta é importante, mas a essência de tudo é ainda mais. É preciso ter a capacidade de analisar e extrair informações relevantes para a empresa de todos aqueles dados.

Além de encontrar oportunidades e pontos falhos, um profissional bem sucedido utiliza esse monitoramento para orientar as próximas ações.  As decisões são baseadas em números e estatísticas, muito mais seguras e certeiras do que apostar apenas no “feeling” ou esperar que a “mágica” se faça sozinha.

Você pode ter certeza de que existe um grande tesouro escondido em meio àqueles relatórios. Caso não encontre um pote de ouro lá, mantenha a calma: ainda não é o fim do arco-íris. Suas métricas o levarão até ele!

Se ainda está com um ponto de interrogação na cabeça, prepare-se para exterminá-lo. A seguir, vamos apresentar 8 motivos pelos quais as métricas de marketing são importantes e por que você deve analisá-las caso queria ter sucesso digital:


1. Controle de acessos

Por mais que não se trate apenas disso, como já citamos, o número total de acessos e visitas é uma métrica importante. É necessário saber a quantidade de pessoas que está tendo acesso e interagindo de alguma forma com a sua empresa.

Quanto mais pessoas acessarem seu site, curtirem a fan page ou te seguirem em qualquer outra rede social, melhor. São mais possibilidades de conversão.

Claro que é uma ideia genérica e tem uma série de variáveis. Mas acompanhar o crescimento da visibilidade e alcance da empresa com o desenvolvimento do trabalho é, sim, algo que deve estar no seu checklist.


2. Origem do tráfego

Que tal desenvolver um pouco a ideia anterior e aprofundar seu conhecimento sobre as estatísticas? Procure saber também qual a origem do tráfego, de onde estão vindo essas pessoas todas!

Isso é válido para identificar por qual meio os usuários mais chegam ao seu site e, a partir disso, traçar estratégias para potencializar esses números em um ou outro canal específico.

Caso o número de visitas orgânicas esteja baixo, uma consultoria de SEO (otimização para mecanismos de busca) é uma opção para melhorar. Se necessita de um resultado a curto prazo, investir em links patrocinados é mais interessante.

Independente do cenário encontrado, isso só poderá ser verificado a partir de números!


3. Identifique seu público

Você já sabe o número de visitas decor e também quais canais geram o maior tráfego para o seu site. Mas quem são essas pessoas? Será que o perfil dos seus visitantes é aquele que considera interessante para o negócio? Conheça o seu público!

Fique sempre atento ao perfil das pessoas que, de fato, estão interagindo com a sua marca. Não supunha que é o público-alvo definido no planejamento, veja as estatísticas disponíveis e tenha certeza.

Ter à mão alguns dados concretos como gênero, idade, escolaridade e localização ajudam a direcionar o foco de novas ações para que os resultados possam ser mais efetivos.

Isso é válido para planejar a produção de conteúdo do seu blog, as ações em mídias sociais e também para configurar seus anúncios corretamente.


4. Conheça o que eles querem

Além de saber quem é, conhecer o comportamento e os interesses do seu público é uma arma poderosa. É saber quais são as necessidades daquelas pessoas e, desta forma, ter embasamento para trabalhar em opções para satisfazê-las.

Se hoje é possível encontrar quais são as buscas que as pessoas mais fazem, os assuntos que elas estão mais interessadas e também que tipo de palavra-chave está gerando mais tráfego para o seu site, agradeça à internet.

É uma possibilidade que o meio digital te dá e que deve ser aproveitada para desenvolver uma estratégia de marketing eficiente.

Marketing com foco em resultado


5. Engajamento

O tal do “engajamento” é uma das palavras mais populares no vocabulário dos profissionais de marketing digital. E não é para menos, já que se trata de um ponto com bastante relevância em vários tipos de estratégia online e é mais uma métrica que necessita de atenção.

Nas mídias sociais, por exemplo, as suas publicações vêm tendo o número de interações esperado? As pessoas estão curtindo e compartilhando mais qual tipo de conteúdo? E quanto aos comentários?

Eis algo para estar de olho e, se for o caso, fazer as alterações necessárias para que o índice de engajamento dos usuários cresça.

No seu site ou blog, em qual tipo de conteúdo os visitantes passam mais tempo? Qual a linha editorial que possui maior atratividade? Essas também são outras formas de se mensurar o envolvimento com a sua marca – e direcionar produções futuras.


6. Índices de Conversão

Uma das mais importantes métricas para se monitorar caso queira ser bem sucedido é o índice de conversão. Afinal, é com esse objetivo que toda a sua estratégia foi traçada. Não adianta “nadar e morrer na praia”, não é mesmo?!

Saiba qual é a taxa de conversão de leads, a quantidade de vendas geradas a partir daqueles usuários qualificados. Caso você consiga 10 vendas a partir de 100 leads, sua taxa será de...?

Quanto custa cada um deles para a sua empresa? Sua receita em cima de cada cliente deve ser maior do que o custo.

Aí, então, você pode calcular o retorno sobre investimento das suas estratégias de marketing. É o popular ROI, que já citamos em outros artigos mas que sempre merece destaque considerando sua importância.

Se você gasta R$ 10 mil em ações de marketing por mês e conseguiu 10 novos clientes, significa que cada um deles lhe custou R$ 1 mil.

Caso você venda carros de luxo, por exemplo, o ROI é bastante positivo. No entanto, caso venda bicicletas, esse custo não compensa. Torna-se um prejuízo.

O foco deve ser sempre conseguir mais leads que convertam com o menor custo possível. E você pode acompanhar essas questões no seu painel do Analytics para tomar as decisões mais acertadas para o negócio.


7. Controle do Funil

Você consegue saber exatamente o caminho percorrido pelo seu usuário até a já citada conversão. Ou, ainda mais importante, os porquês dele não ter convertido.

É possível identificar quais páginas são as “portas de entrada” dos usuários, como funciona a navegação no seu site e a quantidade de potenciais clientes que deixaram sua página em cada estágio.

Sabendo disso, cabe a você verificar o motivo dessa desistência. Pode ser que aquela não era a necessidade do usuário. Mas também pode ser mais sério, talvez a experiência não tenha sido satisfatória ou ele não tenha conseguido comprar o seu produto!

Aí o buraco é mais embaixo. Mais embaixo literalmente, já que trataremos disso no tópico a seguir.


8. Caça-problemas

Por fim, outro ponto de grande importância das métricas é a possibilidade de se encontrar problemas em todo o seu processo. Não em relação à estratégia de marketing em si, até porque todos os itens anteriores tratam disso, mas de problemas ligados à parte técnica.

Com a análise correta dos dados, você pode descobrir que aquela taxa de rejeição acima do normal não é causada apenas porque os usuários não encontraram o que queriam na página ou algo semelhante.

Alguns tipos de usuário podem, simplesmente, não estar conseguindo acessar e interagir com o seu site da forma correta.

Talvez aqueles que utilizam um navegador específico, o Internet Explorer por exemplo, estejam encontrando algum problema de navegação e o site não está rodando como deveria. Acontece, às vezes algum erro desse tipo aparece.

Da mesma forma, uma queda drástica nos números de algum tipo de conversão de uma semana para a outra também podem estar ligados a esses obstáculos.

Cabe ao profissional responsável por acompanhar as métricas investigar o que vem causando essas variações nos gráficos para que as correções possam ser feitas.

 

Continue aprimorando!

Após esses oito tópicos, ficou mais clara a importância das métricas para a sua empresa? Notou o quanto suas ações podem se tornar mais eficientes com esse acompanhamento? É, de fato, um tesouro que o marketing digital tratou de nos presentear!

Caso deseje aprofundar seus conhecimentos, aconselho a leitura do e-book As 6 Métricas Essenciais para Medir Seus Investimentos em Marketing disponível para download abaixo.

Se gostou deste artigo e ele foi útil para você, compartilhe-o com sua rede de contatos nas redes sociais! É um gesto simples, mas que é de grande valor e nos motiva a produzir mais e mais conteúdos como esse.

Continue acompanhando o blog da CreativeBizz e fique por dentro de dicas e novidades do marketing digital!

Um abraço e até a próxima!

Download o e-book Métricas de Marketing Digital Grátis