Receba conteúdos EXCLUSIVOS sobre Marketing Digital (é grátis!)

Adwords

Os 7 maiores erros de iniciantes no Adwords

Os 7 maiores erros de iniciantes no Adwords

"Aumente o retorno de seu negócio fazendo publicidade com o Google."

É com esse texto publicitário, inserido em um anúncio patrocinado, que o próprio Google oferta o seu tão famoso serviço, chamado Adwords. Ele se tornou uma das opções mais atraentes de publicidade online, especialmente para quem está iniciando suas ações de Marketing Digital.

A facilidade em contratar e criar seu primeiro anúncio seduz os marinheiros de primeira viagem. Porém, não se engane! Afinal, para que sua campanha tenha um retorno efetivo, não basta apenas colocar alguns reais e apertar um botão. Quando mal gerenciada, essa forma de mídia pode transformar expectativas em frustrações e desperdício de dinheiro.

Após anos de experiência gerenciando campanhas de clientes, preparei para você uma lista, com os 7 maiores erros de quem inicia suas campanhas no Adwords. Está prepadado? Então, vamos a eles:

1. Não agrupar as suas palavras-chave corretamente

Ao criar uma campanha, você adiciona todas as suas palavras-chave em um único grupo de anúncios? Se a resposta foi positiva, não fique triste, pois este é, disparado, o maior erro dos iniciantes.

Fazendo uma associação, para você entender como é grave estruturar sua campanha dessa forma, seria como usarmos a gaveta de frutas da nossa geladeira para bebidas e laticínios. Ou pior: utilizarmos para guardar também nossas meias e sapatos. Não faz nenhum sentido, concorda comigo? Pois é isso que você está fazendo, ao reunir todas as suas palavras-chave dentro do mesmo grupo de anúncios.

A principal função dos grupos de anúncios é, justamente, agrupar (de forma correta) as suas palavras-chave semelhantes e, a partir daí, criar anúncios relevantes e que utilizem em sua redação essas mesmas palavras-chave, melhorando, assim, o índice de qualidade dos seus anúncios.

Oportunidade:  Curso de Adwords em Curitiba com agência Google Partner!

2. Utilizar muitas palavras-chave em um grupo de anúncios

Como é popularmente dito, "quanto mais, melhor"! Correto? No caso de suas campanhas de links patrocinados, não. A ideia de que devemos adicionar cada vez mais palavras-chave aos nossos grupos de anúncios, para atrairmos mais clientes e gerar mais vendas, é errada. Principalmente, se elas estiverem contidas em um único grupo de anúncios, como vimos no item acima.

Provavelmente, aumentando a quantidade de termos de pesquisa para o qual seu anúncio será apresentado, você receberá mais cliques para o seu site, o que também consumirá mais do seu orçamento diário. Porém, o grande problema deste tipo de estratégia é que a conversão tende a ser muito baixa, pois, quanto mais ampla for a distribuição do seu anúncio para palavras que não têm relação direta com seu produto ou serviço, mais cliques desinteressantes você terá.

Dessa forma, recomendo que crie grupos com poucas palavras-chave diretamente relacionadas, focando, principalmente, na qualidade do tráfego que elas irão gerar, e não apenas na quantidade de cliques.

O Google recomenda a utilização de, no máximo, 20 palavras-chave por grupo de anúncios. Eu seria mais radical, ao dizer que o ideal seria você se valer de um máximo de 10 palavras-chave, estas com alto grau de similaridade entre si. Em alguns casos, são criados grupos com duas ou três palavras-chave somente, com o objetivo de alcançar um alto índice de qualidade para os anúncios desses grupos.

3. Não utilizar a correspondência correta de palavras-chave

Dentro do Adwords, existem três formas principais de correspondência de palavras-chave: ampla, de frase e exata. Abaixo, podemos ver uma tabela disponibilizada pelo próprio Google, que ilustra como funciona cada tipo:

Como usar opções de correspondência de palavra chave  do adwords

É importante entender e memorizar essa tabela, para extrair o melhor da sua campanha. Ao utilizar correspondências amplas, aumentamos o número de pessoas atingidas por nossos anúncios, assim como o número de cliques. Entretanto, ao mesmo tempo, a nossa taxa de conversão tende a ser mais baixa do que ao trabalharmos com correspondências de frase ou exata.

A correspondência ampla deve ser utilizada em casos específicos, como quando temos muito poucas buscas para os termos associados à sua campanha, se eles forem utilizados em correspondências de frase ou exata. Ou no início da campanha, quando você quer entender como as pessoas buscam por seus produtos e, a partir dos resultados obtidos, direcionar sua campanha apenas para os termos exatos mais buscados.

Um dica para você visualizar esses termos é, dentro do seu grupo de anúncios, clicar na aba palavras-chave > detalhes > termos de pesquisa > todos. Nesta área, serão mostradas todas as buscas que acionaram seus anúncios e o tipo de correspondência com as suas palavras-chave. Termos com bom volume de buscas devem ser adicionados como palavras-chave com correspondência de frase ou exata, necessitando de testes posteriores para entender qual dos casos tem um melhor índice de conversões.

4. Não criar listas de palavras-chave negativas

Ao executar o procedimento explicado no final do item anterior, você também irá reparar que alguns dos termos buscados e que foram associados aos seus anúncios não têm ligação direta com o seu negócio.

Por exemplo: você está vendendo um produto bem específico, que é capinha de celular para iPhone 6, e utilizou a palavra-chave ampla “capinha celular” no seu grupo de anúncios. No seu relatório de termos de pesquisa, aparecerão expressões como “capinha celular moto g” ou “capinha celular samsung galaxy”. Porém, você não vende capinhas para estes modelos e uma forma de evitar pagar os cliques, para esses termos, é adicioná-los à sua lista de palavras-chave negativas. Ao fazer isso, você estará economizando parte do seu orçamento, que pode ser destinado a palavras-chave que, efetivamente, gerem conversão.

5. Não utilizar suas palavras-chave no texto do seu anúncio

Outro grande erro de quem está começando - e que, normalmente, acontece em conjunto com o primeiro item apontado nesta lista - é não utilizar, na redação dos anúncios, as palavras-chave associadas ao seu grupo de anúncios.

Normalmente, o iniciante opta por utilizar um anúncio genérico, o que não cria desejo nas pessoas em clicar no seu anúncio. Por exemplo: ao pesquisar por “pacote para dubai”, o resultado esperado por quem fez a busca é um anúncio como:

Pacote para Dubai.
Compre aqui os melhores e mais
completos pacotes para Dubai.

E não:

Pacotes turísticos.
Compre aqui os melhores e
mais baratos pacotes de viagens

Este último seria um anúncio genérico para todas as palavras-chave relacionadas a pacotes de viagens, resultando em um baixo CTR (Click Through Rate, que corresponde à quantidade de cliques em relação às vezes em que o anúncio é exibid0) e poucas conversões. Como consequências diretas, você também terá um baixo índice de qualidade para seus anúncios e pagará um maior valor por clique.

6. Utilizar como destino uma página que não corresponde ao termo pesquisado

Somada ao erro anterior, esta ação tende a ser desastrosa. Além de o anúncio ser genérico, a página de destino - após o clique no anúncio - é, na maioria das vezes, a home do site, obrigando o usuário a fazer uma nova busca interna, para encontrar o que deseja. É pedir para que a sua taxa de rejeição atinja a estratosfera!

O que mais me espanta é que não são só anunciantes pequenos que cometem tal erro. Em um anúncio de uma grande empresa de turismo, por exemplo, podemos ver tanto a ocorrência do anúncio genérico, quanto da página de destino genérica, conforme imagens abaixo:

exemplo anuncio adwords
No anúncio não é utilizado o termo "pacote para dubai".
exemplo landing page adwords
Na página de destino, é necessário fazer uma segunda busca para encontrar o que se deseja.

O correto é sempre encaminhar a pessoa para uma landing page diretamente relacionada ao termo pesquisado. Se a pessoa pesquisou por “pacote para Dubai”, é no mínimo lógico que ela, depois de clicar no anúncio, caia em uma página mostrando um ou mais pacotes para esse local.

7. Criar uma expectativa demasiada em relação aos resultados

Como vimos no início deste artigo, o próprio Google explora, como principal argumento de vendas dos seus links patrocinados, o aumento do retorno para o seu negócio. Disto eu não tenho dúvidas, pois o Adwords, de fato, é um belo canal de vendas!

Contudo, o anunciante precisa entender que as suas vendas não irão aumentar drasticamente, da noite para o dia, ao investir em Adwords. Um profissional sério da área de Marketing Digital irá aconselhá-lo, também, a investir em outras estratégias importantes, como SEO, redes sociais, remarketing, Google Shopping (para e-commerces), Youtube, e-mail marketing, posts em blogs, além de inúmeras outras ações que podem ser levantadas, detalhadamente, em uma consultoria em Marketing Digital.

Como resultado, você criará uma comunicação digital 360°, atingindo o seu público-alvo potencial em diversos momentos da sua experiência online e obtendo o melhor ROI (Retorno sobre Investimento) para suas ações.

Dessa forma, encerro mais um artigo e peço que, caso tenha gostado, dê o seu “curtir” e “compartilhar” nas diversas redes sociais ou faça seu comentário abaixo. É saber que você aprecia o meu trabalho que me estimula a escrever cada vez mais e melhor.

Um abraço e até a próxima!

 

Dúvidas de marketing digital