Receba conteúdos EXCLUSIVOS sobre Marketing Digital (é grátis!)

Loja Virtual

Vale a pena abrir uma loja virtual?

Vale a pena ter uma loja virtual

Você já pensou em abrir uma loja virtual? Muitas pessoas olham seus estoques parados e, ao mesmo tempo, cases de e-commerces de sucesso pipocam mundo a fora. Logo, os olhos brilham! Mas será que é fácil assim? Quais são as dificuldades? Quais devem ser as preocupações ao abrir um comércio eletrônico?

Pensando nisso, a CreativeBizz - que tem experiência em mais de 400 projetos web, além de prestar serviços de consultoria e Marketing Digital - montou um teste rápido, para você ver se, no seu caso específico, vale a pena investir nesse mercado. Afinal, a sua realidade contribui para aumentar as chances de você se tornar um dos empreendedores bem sucedidos da internet? Ou, pelo contrário, talvez só lhe traga dor de cabeça?

Abaixo, seguem alguns pontos que são analisados nesse teste:

Oportunidade:  Curso de E-commerce em Curitiba com 95% de aprovação!

Preparação da equipe

Muitas pessoas que são excelentes administradores no mundo real acreditam que não terão problema na internet, por conhecerem bem o seu produto. Claro que essa expertise é importante. Porém, a dinâmica de compra na internet é totalmente diferente. O público, os canais e os desafios são outros. Portanto, o primeiro passo é ter, na equipe, uma ou mais pessoas com experiência realmente sólida em comercio eletrônico e na utilização das ferramentas de Marketing Digital. Outra opção é buscar uma empresa especializada, que possa estar mais próxima do projeto, através de uma consultoria em Marketing Digital, por exemplo. Independente das duas alternativas, haver alguém com experiência de verdade é fundamental.

 

Produto diferenciado

Vejo muitas pessoas olhando o sucesso de algumas lojas, como Amazon e AliExpress, e dizendo que querem montar um projeto igual. Primeiro, as pessoas não entendem o quanto de investimento é necessário para montar lojas como essas. Segundo, a internet não precisa de "mais uma" Amazon ou AliExpress. Afinal, a web não tem limitação física. Então, por que as pessoas comprariam com você (que é menos conhecido), pagando mais caro (essas lojas são extremamente competitivas e trabalham muitos anos no vermelho) e, provavelmente, com um processo de venda e atendimento inferiores?

A internet tem carência, sim. Mas de coisas boas e diferentes! As lojas que mais vejo dar certo são as segmentadas, que atendem um público específico e conseguem oferecer produtos diferenciados, valorizando suas marcas. Com isso, tornam difícil a comparação com outros produtos, mesmo do mundo real, e podem fugir da briga por preço.

 

Investimento

No meu curso de e-commerce, o que as pessoas mais escutam falar é que “loja virtual não é prova de sprint, e sim maratona”. Portanto, tenha um planejamento para dois ou três anos de operação. Não espere que o seu comércio eletrônico venda super bem, logo nos primeiros meses. Outro ponto importante é que, no mundo digital, a verba de Marketing é maior que no mundo físico. Ela costuma consumir entre 10% e 20% do seu preço de venda. No início, esses valores podem ser ainda maiores. O seu trabalho, com o passar do tempo, será fazer com que as pessoas que compraram voltem a consumir, entrando diretamente no seu site, sem que você precise investir novas verbas em Marketing, como links patrocinados - que, atualmente, têm um custo alto.

 

Público

Apesar de ser um mercado em crescimento, a compra pela internet ainda não faz parte da cultura da maioria das pessoas. Por isso, fique atento ao público que irá consumir o seu produto e às suas peculiaridades. Pessoas mais jovens, por exemplo, têm muita facilidade com a web. Entretanto, muitas vezes, elas ainda têm poder aquisitivo baixo. O grande público, atualmente, são as pessoas entre 25 e 35 anos, que têm familiaridade com a internet e, ao mesmo tempo, dispõem de estabilidade financeira e pouco tempo, buscando a web, muitas vezes, pela praticidade. O público de mais idade, por sua vez, já é um pouco menor, por ter menos intimidade com tecnologia. Mulheres costumam ser mais impulsivas e homens gostam de produtos que sejam práticos e economizem tempo, no dia-a-dia.

 

Para descobrir se vale a pena abrir uma loja virtual, você precisa avaliar esses pontos com transparência, para que o investimento na internet, realmente, seja positivo. Por isso, aconselhamos que você faça o teste e responda essas perguntas, para ver onde seu negócio se encaixa. Lembramos que, além disso, temos diversos cursos de Marketing Digital, inclusive um curso de e-commerce, pensado especialmente para quem está fazendo o planejamento e execução da loja virtual.

Gostou das dicas? Então curta ou compartilhe com seus amigos!

Fique à vontade para comentar ou deixar sua dúvida abaixo e não esqueça de se inscrever em nossa lista, para receber novidades atualizadas!

Um abraço e até o próximo post!

 Dúvidas de marketing digital

 

Mais populares